Dormir em quarto separado pode ser benéfico para o casal?

Dormir em camas separadas pode ser benéfico para alguns casais. Mas somente se isso correr pelas razões certas.

Dormir em quarto separado pode ser benéfico para o casal

A ideia de que você e seu parceiro estarem dormindo em lugares diferentes está martelando em sua cabeça? Isso significa que seu relacionamento não deu certo?

“Embora hoje cada vez mais casais raramente decidam dormir em lugares separados, isso não representa necessariamente que aqueles que estão no final de seu relacionamento”, diz a psicóloga Natalie Boulet.

Porém, é importante citar que esse movimento pode manifestar um sintoma que não deve ser deixado de lado do casal, que não deve ser negligenciado de forma alguma. Então, antes de falar sobre as chances de você ir dormir em outro lugar, você deve ter tempo para conversar com seu cônjuge.

Por que você quer dormir em um outro lugar? Achar essa resposta pode ser muito benéfica para o casal que se encontra nesse dilema. “Isso pode permitir que os cônjuges reconheçam os problemas e os arrumem”, diz Boulet.

RAZÕES RUINS PARA SE SEPARAR


Se você reconhece que está enfrentando problemas sexuais ou de relacionamento com seu parceiro, não é indo dormir em um espaço separado que suas preocupações irão desaparecer. “Um casal que decide dormir em lugares separados porque continuam brigando, é sem dúvida, uma péssima ideia. É importante não negar os problemas do casal, levando cada um seu problemas para quartos separados.

Ambos os especialistas recomendam: De forma geral, um casal deve dormir junto. “Alguns gostariam de viver como casal apenas em alguns momentos. Nesse caso, eles não querem ser incomodados um pelo outro. Mas viver como um casal requer compromisso 24 horas por dia. E às vezes, os compromissos acontecem no quarto, quando menos se espera “, diz Labelle.

Boas razões para dormir em quarto separado

Você não consegue dormir porque o outro ronca muito, parece um instrumento musical, ou ele muda de posição a cada poucos segundos? Às vezes, até os melhores e mais sinceros esforços de compromisso não são suficientes! “O sono é de real importância para todos os seres, é o que traz a saúde mental. É uma boa ideia que um casal durma em lugares separados, cada um com seu espaço, se este for o motivo. Porém, a vida sexual e a vida amorosa do casal devem se manter em boa saúde e que tudo seja feito em comum acordo “, diz Natalie Boulet.

MANTER A PAIXÃO?


De acordo com a Sra. Labelle, alguns casais hoje em dia preferem dormir em dois quartos diferentes, imaginando que, dessa forma, a paixão irá durar por mais tempo. É exatamente por essa razão que Martina, 34 anos, decidiu se separar do marido com que tinha mantinha contato por três anos.

“Funcionou muito bem nos primeiros meses. Algumas noites meu namorado me surpreendeu de forma muito positiva. De manhã, eu o visitava, ela conta animada. Isso aumentou o desejo que tínhamos um pelo outro, e foi muito bom enquanto durou. Mas, rapidamente, fomos dormir em quartos separados todas as noites, sem exceção. O quarto do meu marido tinha se tornado um quarto de solteiro para ele, confuso, somente com coisas dele! Depois de um ano, decidimos tentar dormir juntos novamente, e usar o outro quarto ocasionalmente, quando um estava doente, por exemplo. ”

AS ARMADILHAS PARA EVITAR


Por melhores que sejam suas intenções de ambos os envolvidos, a decisão de se separar nem sempre será benéfica. A Sra. Labelle informa que alguns casais poderiam usar a situação para manipular o outro, com alguns sentimentos por trás. “Quando, por exemplo, um ameaça o outro a deixar trancado dentro do quarto, como forma de punição”, diz ela.

A sexólogo acrescenta que muitos casais aproveitam o tempo para ir dormir para discutir, se aproximar e resolver pequenos conflitos, que ocorreram durante o dia. “Às vezes é a única hora do dia em que ambos estão juntos, cansados de brigar e se abrem totalmente. Eles podem finalmente contar como foi o seu dia e, caso seja necessário, resolver todos e quaisquer problemas pendentes. Se excluirmos esse momento típico de qualquer casal, ele não poderá mais ter esse tipo de momento tão importante, e sua comunicação poderá ser diminuída, cada vez mais com o passar do tempo “, conclui.

Fonte 01

Leave a Comment